sábado, 5 de julho de 2014

Do Cair da Noite


Meu nome é Garon
E eu vou contar
A minha história, 
De como aqui eu vim parar.

De terras distantes,
Família andarilha,
Posso bem dizer
Que vim de Mercantia.

Eu estava tranquilo,
Bebendo em um bar,
Quando conheci a Úrsula,
Que com Chakal ia se casar.

"Procuro um pintor
Para um casal pintar,
Quero um retrato,
Que setenta moedas possa pagar!"

Eu, inocente fui
Animado com o noivado, 
Mas quando chegue aqui
Fiquei apavorado!

Conheci um grupo muito estranho:
Orcs, goblins, elfos e humanos
Deveriam estar se matando!
Mas estão todos juntos, festejando.

Logo depois conheci Tamíz,
Arqueira valente, mas inconsequente
Convidou a todos para morrer
E minhas pernas (de medo) fez tremer!

Mas chegamos ao nosso destino vivos!
Mesmo depois de sermos atacados por grifos
Úrsula pensou que ia morrer,
Mas seguimos em frente, sem nos esconder.

A vitória foi certa,
Não aconteceu nenhum mal
Foi então que finalmente,
Conheci o famoso Chakal!

Agora eu grito "ao pó!" com toda certeza!
Sou bardo de bárbaros...
- Vidlle, eu vi tu roubar minha cerveja!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário