domingo, 24 de novembro de 2013

Eu sou!


As pessoas acham que é fácil ser quem eu sou... Acham que minha vida é entrar nesse quarto imenso, admirar meus vestidos e depois me banhar com pétalas de rosas.

Não é bem assim... A vida de uma pessoa como eu deve servir de exemplo para todos. Cada passo meu é sempre milimetricamente calculado.


 Aonde eu vou, com quem eu ando, como vou... Com quem eu falo, como eu falo, se eu falo. O que eu visto, com o que eu me visto... Tudo isso, coisas que são normais e irrelevantes do dia a dia de uma pessoa, pra mim não é tão simples assim.

Sou um alvo. Sou o calo do sapato dos outros reinos. Sou cercada de urubus, de corvos, de gente interesseira que preciso suportar.

Eu sou aquela que me imponho, aquela que mostra o rosto e desafia. Sou aquela que provoca, que estimula, que enfrenta.  Eu sou a ponta da lança.

Enquanto pensam que eu estou indo, eu já fui e já voltei. E se estou por baixo, faço acreditarem que estou por cima, e o medo se espalha.

Mas não é fácil... As outras se casam, são apenas um instrumento. Eu decidi fazer a diferença. Eu decidi ser mais, eu decidi ser a mão que segura as ferramentas. Não quero me casar com príncipes, eu já sou casada! Me casei com Galiót, minha amada Galiót.

Mas acreditem... Meu coração não é de pedra. Eu sou humana. Eu sinto dor, eu me entristeço, eu sinto afeto, e as vezes, eu até choro. Sou de carne e osso. Eu erro, eu me precipito, me deixo levar pela emoção. Sou como você. Mas eu também me recomponho, pois sou forte, meu sangue não é fraco.

Eu tenho sonhos, ambições, eu tenho motivação. Nada nesse mundo importa mais pra mim do que minha amada terra natal.

Desafiem os deuses, mas não desafiem a filha do Rei de Galiót!

Eu sou Muriella Galiót.

Eu sou Galiót.

Nenhum comentário:

Postar um comentário