quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Então esse é meu fim?



Então esse é meu fim? Trancado nesse lugar pra sempre? É isso que os Deuses fazem com a gente? Será que existe algum Deus que não minta, que não engana?
Porque o maldito Pelor me escolheu como último guardião? Para acabar nesse lugar trancado? Porque ele não me deu um sinal quando eu fiz minha última escolha? Porque ele não me ajudou???
Ahhhhhhhhhhhhhhh!!!
Eu fui fiel no meu objetivo de proteger o portador do sol. Fiz de tudo para ele conseguir seu objetivo e no fim quem se deu mal fui eu???
PORQUE PELOR??? 
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!

A única coisa que me resta aqui é ver as pessoas e não poder fazer nada, trancado nesse cubículo escuro, vendo apenas reflexos do mundo lá fora...
Maldito Pelor! Malditos Deuses! 

(Começa a chorar)


Se algum dia eu tiver a chance de sair daqui, eu ainda vou fazer esses Deuses verem o que é a desgraça de ser enganado por alguém! Verei eles se lamentando uns para os outros, custe o que custar! Mesmo que eu passe milhões de anos aqui dentro descobrindo como sair!

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!

(O tempo passa, não se sabe quanto)


Não adianta, nunca vou sair daqui. Ninguém me vê. Já andei por quase todo continente através de milhares de espelhos e nada! Quando acho que alguém conseguiu contato comigo, eu não consigo contato com esse alguém. Será que isso é uma ilusão? Ou será que isso é uma peça que Iá pregou em mim para eu ver como realmente é o mundo lá fora sem a atenção de ninguém? Ahhhhhhhhhhh!!! Isso não importa mais agora. Eu não vou desistir!


(Mais um bom tempo se passa vagando por toda Zolkan)


É... Realmente os Deuses não prestam! Todo esse tempo vagando por milhares de espelhos vi coisas que realmente nunca pensei que veria. Pessoas enganadas, usadas atoa assim como eu por causa de um maldito Deus? E no fim mortas, esperando a ajuda deles que na verdade não estão se importando com nada, apenas com seu próprio bem estar nos seus respectivos ''paraísos''.

Isso deve acabar! Alguém deve fazer algo. Alguém precisa finalizar o sossego deles. Alguém precisa fazer eles pedirem perdão por isso, mesmo que se tenha que fazer esse mundo que eles ''amam'' queimar e se destruir! ISSO!!! DESTRUIÇÃO!!!

(Expressão psicopática)


Mas como posso tentar fazer isso, se eu não consigo sair daqui e nem contato com ninguém? Como???

Ahhhhhh!!! Não posso ficar aqui parado. Preciso andar por todos espelhos, tentar de qualquer jeito algum contato, para pelo menos descobrir algum jeito de sair daqui.
O que é isso??? Eu sinto.... Sinto que alguém está fazendo algum tipo de ritual.... Iá? Segredos? Outro garoto? Ha... (Satisfação) Consigo vê-lo.... Será que dessa vez ele me escuta?
- Ôh, Deus dos Segredos... Por favor, me diga onde está minha mãe, por favor... (Um garotinho pergunta)
Ei garoto! Ei garoto! Consegue me escutar? Consegue me ver? Eu sei onde está sua mãe!
- Por favor, Deus dos Segredos, me ajude! (Garoto implorando)
Garoto! Garoto! Eu sei onde ela está, mas você tem que me ouvir!
- Droga! Malditos rituais inúteis! Nunca deu certo e nunca vai dar! Deus do segredos é uma fraude! (O garoto começa a quebrar tudo) HAAAAAAAAAAAAAAAAA! Malditos Deuses! Realmente minha mãe estava certa! Deuses não existem!!! (Garoto sai correndo chorando)
Não pode ser.... Não... Não!!! 

(Começa a bater com as mãos na cabeça e chorar desesperadamente)


Porque eu não consegui falar com ele? Porque??? Ahhhhhhhhhh!!!

Tanto tempo sem ser invocado, e quando sou, quando tenho uma chance, não conseguem me ouvir! Não é justo!!!
É o fim... Ficarei aqui nessa jaula trancado para sempre a partir do reflexo do mundo lá fora...
Então é assim que acaba??? Que final triste, cruel. Isso tudo demonstra que nós somos apenas fantoches nas mãos dos Deuses!

(Flashes da jornada dele passam em sua cabeça)


É meu fim!


(Muito mais tempo se passa ali dentro trancado de reflexo em reflexo, desolado, sem esperança alguma. Apenas vagando sem rumo.)


- Ei você ai! Não me diga que é outro fantoche de Iá trancado no espelho!? Que deprimente, hahaha... (Alguém aparece dizendo isso)

Oque??? Como você consegue me ver???
- Hahaha! Que azar o seu, não? (Alguém)
Quem é você? Porque está rindo de mim? Como consegue falar comigo?
- Hahaha! É que é realmente muito engraçado ver a desgraça dos outros, quando você já passou por esta desgraça, não acha? (Alguém)
Como assim? Você já esteve aqui?
- Hahaha... Infelizmente sim meu jovem. Mas Iá não conseguiu brincar comigo muito tempo, sabia? (Alguém)
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!! (Grito de alívio e felicidade) Não acredito que estou falando com alguém, isso é divino!
- Hahaha! Pelo jeito você esta ai a algum tempo, certo? (Alguém)
Isso não interessa agora. Me diga como sair daqui!
- Hahaha! O espelho me perguntando? Não seria eu que deveria te perguntar, já que você sabe responder tudo? Hahaha... (Alguém)
Droga! Me responda, porra!
- Hahaha... Jovem, você deveria estar muito grato por eu ter tido a vontade de estar aqui falando com você! Concorda? Me trate com mais gentileza, que eu pensarei se vou continuar falando com você. (Alguém)
Ahhhhh! Droga! Eu preciso sair daqui! Eu preciso acabar com esses malditos Deuses!!!
- Hahaha! Acabar com os Deuses? Não me faça rir garoto. Espera um pouco, me deixe ver melhor sua cara.... 

(Seus olhos começam a brilhar e ele consegue ver a aparência de 

Mitaro atrás do espelho)

- Hãn? Pelor? Que diabos um sacerdote de Pelor está fazendo ai preso??? O que você fez garoto? (Alguém)

Pelor me enganou. Me fez ir no inferno como guardião do portador do sol, para que no fim eu, sem escolha do que fazer, ficasse com o Iá. Acabei aqui nessa jaula sem nenhuma ajuda! Agora quero botar um fim no sossego desses Deuses de um jeito ou outro!
- Haha! Bom garoto, não sei o porquê disso tudo, mas no fim das contas eu gostei de você. Você é bem decidido no que quer. Vou te ajudar a sair daí, até porque preciso de você para me ajudar também! Concorda? (Alguém)
Hãn? Sério? Você irá me ajudar?
- Sim garoto. Mas vai ser uma troca de favores. Se você me ajudar no que eu estou querendo, eu irei te ajudar a sair daí. Mas lembre-se: não vá me mentir, porque eu sei como isso funciona muito bem! Temos um acordo? (Alguém)

(Ele pensa por alguns instantes) 


Feito! Não tenho outra escolha, só me resta confiar em você!

- Hahaha! Mas que beleza, garoto. Por fim vou conseguir concluir meu objetivo de uma vez por todas. Bem agora, na hora que eu mais precisava, você apareceu, garoto. Que beleza, não acha? Parece que os Deuses estão ao meu favor hoje! Bom garoto, isso pode demorar um pouco, até porque não é muito fácil sair daí. Mas vou tentar te ajudar sim! (Alguém)
Ah! Não importa, eu preciso sair daqui. Eu vou conseguir, mesmo que eu tenha que sacrificar alguém, não me interessa. Só me diga o que eu tenho que fazer!!!
- Hahaha! Calma garoto. Pra quem já ficou alguns ''anos'' ai, não tem muita pressa, certo? Hahaha... (Alguém)
Vamos logo com isso!!! 

(Fica com uma cara de ansioso e ao mesmo tempo bravo)


- Hahaha... Bom garoto, me espere no espelho da casa vermelha em forma oval da cidade de Fláêrún, que iremos começar nossa festa. (Alguém)

Preciso fazer algo antes. Te encontro lá. 
Tchau Pelorzinho, hahaha! 

(Esse alguém sai andando, rindo à toa)


Finalmente, essa é minha luz no fim do túnel. Se não for agora, ficarei perdido aqui pra sempre e meu objetivo nunca vai se realizar. É agora ou...

...nunca! 

2 comentários: