quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Oração de um Elfo qualquer


Mãe, raramente peço-lhe conselhos
Sempre preferir seguir a intuição, principal oráculo da raça.
Porém desta vez, não entendo o que sinto
Pensei que já conhecia todos os mistérios naturais
Mas desta vez, esta indecisão, me faz recorrer a ti.
O que é este aperto no peito toda vez que ela se distância?
O que é este nó na garganta toda vez que ela se aproxima?
Não sei o que ela tem de especial...
Poderia ser minha filha, irmã, aprendiz...
Mas ainda falta algo...

De uma coisa eu tenho certeza: 

Sei sem saber, conheço sem conhecer, entendo sem entender... a importância dela.
Mas pela primeira vez, sinto que a intuição, oráculo da raça, não me é suficiente...

____________________________________________________




Grande Mãe, agradeço por responder seu filho...
A última noite foi noite de terrores.
Sonhei com a água, com a areia e com a morte.
Mas, minha alma angustiada ficou com a imagem dela, deixando este mundo.
Acordei desolado, sem esperanças, morto por dentro.
Porém na contemplação, ouvi sua voz mãe...
... Era também a voz dela...
Sussurrando em meu ouvido, me disse:
"- Nem uma vida toda explicaria este sentimento,
  A amizade pode durar mil séculos.
  Mas só o verdadeiro amor pode vencer a morte!"

Obrigado, minha Mãe... Agora estou em paz!

4 comentários:

  1. Pelos Deuses!
    Não posso conter minha histeria. Ele não podia morrer!!!
    Era esse o desejo dele...

    ResponderExcluir
  2. Enquanto isso, o vadio do Andon nem tchum pra mim... E o outro lá morrendo (literalmente) de amores...


    A vida não é justa!

    ResponderExcluir